Uso de fones de ouvido e óculos

cropped-img_20170616_132704_776-e1521126695961.jpg– Olá pessoal!

– Sejam bem-vindos ao décimo oitavo capítulo da série “Como fazemos” do nosso blog TRAVEL WITH MARATHONS!

– Somos Luiz Mota e Marília Carneiro, adeptos de viagens e corridas de rua, em especial a meia-maratona e a maratona.

Hoje abordaremos o uso de fones de ouvido e óculos.

Sabemos que parte dos corredores usam os fones de ouvido para treinar como forma de estímulo, associar o prazer do treino com a música ou conteúdo de um audiolivro, ajudar a focar no treino ou por outras tantas razões.

Outros divergem sobre o uso dos fones de ouvido por vários motivos como diminuição da audição, dificultando escutar algum veículo ou qualquer outro risco que tenha ruído, a atenção reduzida em relação à segurança, dividir o foco no treino e até mesmo a sair do ritmo prescrito.

Em nosso caso, depende da situação. Na rua preferimos ficarmos atentos às medidas de prevenção de acidentes e de segurança e os fones de ouvido nos atrapalham. Em locais como praças, parques ou praias, poderemos usar mais como medida de prevenção de entrada de corpos estranhos nos ouvidos ou que atinjam os olhos pelas laterais dos óculos (neste caso adotamos óculos que tenham as laterais mais largas). Quando usamos os fones não os conecto a nenhum celular ou dispositivo pois diminuirá o meu foco. Ambos eventos quase aconteceram comigo (Luiz) em uma praça quando corria na pista de uma praça próximo à uma área na qual estava havendo o corte do gramado sem a tela de proteção. Enquanto colocava a mão direita no ouvido direito algo atingiu a lateral do meu rosto próximo ao olho. Ressalto que estava com óculos.

Por outro lado, uso os fones de ouvido quando estamos na esteira, pois o estímulo sonoro é tão alto que dificulta a nossa concentração. Como muitas vezes o tempo de treino é bem delimitado devido a outras atividades, o uso de fones também nos auxilia a focar e mantermos o ritmo, evitando conversas paralelas que em geral ocorrem quando estamos no intervalado ou no treino de ritmo. O objetivo é o treino. Conversar é muito bom porém, fica para antes ou depois caso haja tempo.

Ressaltamos que o mais importante é focarmos na percepção do esforço e isso os fones de ouvido podem atrapalhar bastante seja na rua ou na esteira. Lembramos que frequencímetros podem apresentar defeitos e atrapalhar o treino.

Bom pessoal este foi o décimo oitavo capítulo do nosso blog TRAVEL WITH MARATHONS sobre o uso de fones de ouvido.

Esperamos que tenham gostado e compartilhem com os seus amigos.

E lembrem-se de que: “A melhor maneira de se conhecer uma cidade é a pé. Em nosso caso correndo”.

Fiquem com Deus.

Abraços.

Luiz Mota e Marília.